Federação Mineira de Futsal conversa com Neto, melhor jogador de futsal do mundial 2012

Por em 12 de dezembro de 2012

Ficha de Inscrição: Neto

Restavam apenas 19 segundos para o término da prorrogação no confronto entre Brasil e Espanha, pela final da Copa do Mundo de Futsal. Caso o empate em 2 a 2 persistisse, a decisão do Campeonato iria ser decidido nos pênaltis. Mas nesses segundos finais do duelo, a estrela de Dovenir Domingues Neto, ou simplesmente Neto , falou mais alto. O atleta que já tinha deixado sua marca no duelo, marcou pela segunda vez , dando o título mundial ao Brasil.

Evitando que o título fosse definido nas cobranças de pênaltis, Neto evitou relembrar um momento difícil na carreira. No mundial de 2004, o atleta acabou desperdiçado a penalidade contra a Espanha e o Brasil foi desclassificado do campeonato. Oito anos marcaram o difícil momento vivido em 2004, até a consagração de Neto no futsal mundial. A boa atuação no campeonato e o milagroso gol nos segundos finais de partida, lhe renderam o prêmio de melhor jogador do mundial de  futsal em 2012.

Como bom mineiro, Neto que nasceu em Uberlândia, foi conquistando seu espaço e esperando sua oportunidade até se destacar no esporte. Pelo seu registro na Federação Mineira de Futsal, o atleta iniciou sua carreira no Praia Clube, aos 12 anos e ainda atuou pelo Uberlândia Tênis Clube, Clube Atlético Mineiro e Minas Tênis Clube. Como todo início de carreira, o ala/fixo relembra a dificuldade de conviver sem a família e enaltece sua passagem pelas terras do estado onde nasceu. “Tinha aquela dificuldade normal de qualquer atleta, saindo de casa muito novo e ficando longe da família. Isso às vezes dificultava, mas sempre soube do que queria e em momento algum quis desistir. Agradeço a todos os clubes mineiros, pois foi neles que aprendi toda a base da minha carreira”, afirmou.

Em 2003 o atleta foi para o sul do país,onde atuou pelo Ulbra e em 2004, teve sua primeira passagem por um time estrangeiro, ao defender o Boomerang Interviú(Espanha) . Em 2011, Neto serviu o Santos e este ano atuou pelo Krona/Joinville, onde fica até o fim do ano, já que em 2013 o destino do jogador será o Gazprom-Ugra, da Rússia. Entre sua passagem pelo futsal espanhol, Neto destaca a boa experiência adquirida no país. “A adaptação foi muito boa e rápida ao mesmo tempo. Sempre tivemos muitos brasileiros na equipe que me deram o suporte necessário pra estar tranquilo o tempo todo. Existe a diferença de ritmo no jogo, mas também pude aprender com a maneira de jogar deles”, ressaltou.

Com 31 anos , após ser  um dos protagonistas do mundial e ser eleito o melhor jogador de futsal da competição, Neto afirma que vive hoje o momento mais feliz de sua carreira. “Conquistei o título que mais queria, que era ser Campeão Mundial de Seleção  e ainda veio com o principal prêmio individual do nosso esporte, que é ser eleito o melhor jogador do mundial. Momento mais feliz da minha carreira com certeza e dificilmente vai ser apagado da memória”, disse.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *