“O nosso maior foco na competição era o nosso melhor rendimento possível”

Por em 30 de julho de 2013

Com uma incrível campanha de seis vitórias em seis jogos, quarenta e dois gols marcados e apenas sete gols sofridos o Minas Tênis Clube conquistou o tricampeonato da Copa Costa Blanca, no mês de Julho.

A Federação Mineira de Futsal conversou com o treinador da equipe, Diogo Dasmaceno, que traz mais detalhes do feito minastenista.

Além do titulo, o Minas tinha algum objetivo, pensando em longo prazo, para os garotos?

O nosso maior foco na competição era o nosso melhor rendimento possível, e levei isso com os atletas em todas as partidas que independente do resultado que a partida estiver, a nossa equipe teria que ser a mais competitiva e tentar cada vez mais o melhor rendimento.

Qual a importância dessa conquista para o grupo ?

Com certeza essa conquista irá ficar na cabeça de todos os nossos atletas, familiares e amigos, pois focamos o nosso 1 semestre e os jogos do 1 turno do Metropolitano para evoluirmos cada vez mais pensando nessa competição que todos esperavam a hora dela. Agora é continuar evoluindo e nosso ano ainda não acabou. Teremos muito trabalho ainda durante o ano e ficar cada vez mais na formação dos nossos atletas.

Qual a sua avaliação da primeira fase do torneio?

Na 1ª fase tivemos um pouco mais de facilidade por ter caído numa chave mais tranquila, principalmente pela crescente que a equipe teve durante a competição.

Na fase final da competição o panorama mudou?

Até as quartas de final, todos os adversários preocupavam apenas com a marcação e com isso corríamos bastante risco com o contra ataque, mas o nosso ataque de forma intensa foi o que conseguíamos fazer para quebrar a defesa adversária e os chutes de longa distância. Na semi final jogamos contra uma equipe com um jogo de pivô muito forte e defesa totalmente pressão, algo que não havia acontecido na competição, mas juntamente com a final foi o nosso melhor jogo, onde conseguimos nos 2 primeiros minutos fazer 3 x 0 em 3 jogadas de bolas paradas e foi o que mudou o jogo.

Como foi a preparação para a final?

Para final, sabíamos que encontraríamos muita dificuldade em relação à torcida, arbitragem (critérios muito diferentes do Brasil) e pela qualidade do adversário, mas que se o nosso jogo fosse bem feito, com qualidade sabíamos que teríamos êxito. E foi isso que aconteceu, entramos muito bem concentrado e com uma estratégia de pressionar os primeiros minutos de jogo, e logo no 1 minuto roubamos uma bola no ataque e fizemos 1 x 0. A arbitragem prejudicou demais a nossa equipe, não utilizavam os mesmo critérios de falta para a outra equipe e acabamos estourando as faltas e tivemos que mudar a estratégia durante mais da metade do 1º tempo, para que não fizéssemos mais faltas. O jogo continuou duro até a metade do 2º tempo, foi quando fizemos 2 gols muito rápidos e administramos da melhor forma possível (mesmo estando estourado novamente de faltas) até quando faltavam 3 minutos eles fizeram 1 gol e o jogo ficou quente novamente. Mas seguramos a pressão até o final e saímos com o título, com uma campanha impecável. 

 

Campanha Minas Tênis Clube

Minas 9 x 1 Spartak (Russia)

Minas 7 x 0 Entreculturas Montesion (Espanha)

Minas 13 x 3 Castalla fc Ribecco (Espanha)

Minas 4 x 1 Entreculturas Montesion (Espanha) – Quartas de Final

Minas 6 x 1 Akrasalla (Espanha) – Semi Final

Minas 3 x 1 Calpe (Espanha) – Final


Vídeos: 

Semi Final

http://www.jawoi.tv/game/1396

Final

http://www.jawoi.tv/game/1403

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *