O treinador Nelson Júnior do Tropical Tênis Clube sub 11 fala sobre os bastidores do heroico título

Por em 27 de novembro de 2013
Os garotos do Tropical ainda festejam o título. (Foto: Tropical Tênis Clube)

Os garotos do Tropical ainda festejam o título. (Foto: Tropical Tênis Clube)

O título de Campeão Estadual 2013 Sub-11 conquistado pelo Tropical Tênis Clube no último domingo (24), ainda não sai da cabeça do treinador Nelson Júnior. A equipe de Itaúna conquistou pela primeira vez a competição depois de estar perdendo por 6 a 2 para a equipe do Praia Clube e conseguir uma virada espetacular.

 

Antes, o Tropical abriu a campanha do o título na sexta-feira (22), depois de vencer o então favorito Olympico, time da casa por 4 a 3. No dia seguinte, mais uma vitória, agora contra o Sport Club Juiz de fora por 6 a 2.

 

O Tropical, chegava então no último jogo da Fase Final contra o Praia Clube. Ambas as equipes chegaram com seis pontos cada e quem vencesse levaria o título. O empate já servia ao Tropical, que vencia nos critérios de desempate.

 

Nelson Júnior com a taça de campeão. (Foto: Tropical Tênis Clube)

Nelson Júnior com a taça de campeão. (Foto: Tropical Tênis Clube)

A chegada no último jogo do quadrangular com a real possibilidade de conquistar o título, surpreendeu até mesmo o treinador Nelson Júnior, que comenta sobre a expectativa que tinha antes da Fase Final se iniciar: “Eu sabia que teríamos chances remotas de conquistar o título, mas nossas partidas contra o Olympico na Fase Metropolitana nos faziam acreditar que seria possível, mas sinceramente o nosso objetivo era não tomar nenhuma goleada e fazer uma bela campanha, visto que tínhamos equipes de muito nome na disputa. E por ser o primeiro ano que disputamos estar entre os quatro já nos deixava muito feliz.”

 

O Ginásio do Olympico estava lotado para acompanhar o jogo que consagraria o novo Campeão Estadual. A partida começou animadora para o Tropical, que marcou logo aos 2 minutos. Mas a equipe de Itaúna se perdeu em quadra e viu seu adversário virar o jogo ainda no primeiro tempo, que terminou em 6 a 3 para o Praia Clube. Com um resultado desanimador, o Tropical foi para o vestiário sabendo que a taça tinha ficado mais distante.

 

Nelson Júnior tinha então a missão de mostrar aos seus garotos que o título ainda era possível. Ele lembrou que na Semi Final os atletas do Praia Clube cantavam uma música em provocação a sua equipe: “O Tropical pode esperar, a sua hora vai chegar.”    

 

Nelson afirma que o intervalo da partida foi o momento crucial para sua equipe conquistar o título: “Entrei no vestiário cantando essa música e tentei fazer com que eles se enchessem de energia e voltassem com tudo para o segundo tempo, e graças a Deus foi o que aconteceu. Fiz uma mudança e coloquei o time mais ofensivo porque já estávamos perdendo, então me restava ir pra cima”.

 

Os garotos desfilaram pela cidade em carro aberto. (Foto: Tropical Tênis Clube)

Os garotos desfilaram pela cidade em carro aberto. (Foto: Tropical Tênis Clube)

O discurso e as mudanças do treinador refletiram em quadra e motivados, os garotos do Tropical arrasaram o adversário e viraram a partida para 7 a 6. A heroica vitória, deu o título inédito ao time itaúnense. John Kennedy e Arthur deram um show à parte.

 

Com a missão cumprida era a hora de voltar para a casa: “A cidade parou para ver esses meninos, eles desfilaram em carro aberto e o prefeito os recebeu na prefeitura”. Conta Nelson.

 

Emocionado e ainda sem acreditar no ocorrido, o treinador completa: “É muita alegria, até hoje parece que estou sonhando, me pego vendo fotos, filmagens dos jogos, estou me sentindo super feliz com a conquista. Gostaria de registrar o apoio que o clube nos deu, agradecer a Deus e a minha comissão técnica. Quanto aos garotos eu nem tenho palavras, eles são demais, os meus garotos me surpreenderam muito e me fizeram sentir uma alegria imensurável.”

 

A Federação Mineira de Futsal também enobrece momentos como esse e parabeniza o Tropical Tênis Clube pelo título.

3 Comentários

  1. andreia

    29 de novembro de 2013 at 11:08

    Gostaria de parabenizar ao TropicalTênis Clube Itaúna com toda sua equipe técnica e suas crianças pela maravilhosa atuação, ganhando de maneira brilhante este campeonato, mostrando pra este Time do Praia Clube de Uberlândia que não somos “time da roça”, como eles disseram. Parabéns aos nossos pequenos campeões , principalmente ao nosso jogador Arthur Lopes que com sua raça e categoria , depois de ser criticado pela torcida , mostrou, juntamente com seus colegas , o que é ser campeão…calou a boca de muitos deles dentro de quadra , fazendo-lhes engulir 4 gols, numa virada espetacular….valeu demais …SOMOS CAMPEÕES….

  2. Clauton Ferreira

    28 de novembro de 2013 at 6:51

    Nós que somos pais desses garotos estamos também muito eufóricos. E é isso mesmo que acontece conosco, estamos extasiados com tudo isso, é muita alegria, muito orgulho. A vontade que tem é de sair contando e mostrando pra todo mundo o feito maravilhoso que esse clube, essa comissão técnica e ESSES GAROTOS fizeram. Torço para que em 2014 o clube possa continuar investindo nessa equipe e que ela nos traga mais e mais emoções, porque esse ano FOI BOM DEMAIS.
    “É CAMPEÃO! É CAMPEÃO!…”

  3. julio pimentel

    27 de novembro de 2013 at 19:43

    parabens tropical, equipe demonstrou garra, vontade de campeão, quanto ao praia ano que vem tem mais, pessoal esnobe, ficaram desfazendo do Tropical, agora eles conhecem o peso da camisa do tropical Tenis Clube de Itaúna, parabéns Nelson, Tais e diretoria.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *