Puella/AECS/Magum supera ACORP/João Monlevade pelo Metropolitano Feminino Sub20

A tarde de sábado (23) foi de futsal feminino de alto nível em Belo Horizonte. No Colégio Magnum, o Puella/AECS/Magnum venceu a ACORP/João Monlevade por 3 a 2 em confronto de ótimo nível técnico e emoção até os segundos finais. Com o resultado, o time da capital mineira mantém 100% de aproveitamento em dois jogos na disputa, enquanto a equipe de Monlevade sofreu seu primeiro revés, também com duas partidas disputadas.

O jogo
O primeiro tempo foi controlado pela equipe da casa, que subia a marcação e dificultava a criação de jogada das visitantes. Com mais volume de jogo, deu bastante trabalho à goleira Larissa, da ACORP/João Monlevade, que precisou fazer boas intervenções na etapa inicial. Ainda assim, abriu o placar quando Thamires aproveitou sobra na entrada da área e estufou a rede. Com a partida aparentemente sob controle, o Puella/AECS/Magnum pressionou e ampliou ainda na etapa inicial com gol de Mayra.

O enredo foi outro na segunda etapa. Após voltarem dos vestiários, os papeis se inverteram e foi a ACORP que controlou as ações e martelou até diminuir o placar com gol de Isabela, colocando pressão nas donas da casa. O tento acordou o Puella, que após três minutos de bom futsal na metade da etapa, jogou uma ducha de água fria nas visitantes ao ampliar a vantagem para 3 a 1 em gol anotado por Jéssica. Nos minutos finais, a equipe de João Monlevade voltou a jogar bem e Keity colocou emoção no jogo ao diminuir para 3 a 2, pressionando até os segundos finais, mas não conseguindo superar o ótimo sistema defensivo do time de Belo Horizonte.

Treinadores avaliam a atuação de suas equipes
Satisfeito com a importante vitória, o técnico do Puella/AECS/Magnum, Bruno Protta, destacou que a equipe ainda está em fase de construção, já que poucas atletas são remanescentes do grupo campeão em 2014. “Nosso grupo está em renovação. Apenas cinco atletas são sub20, com as demais subindo do sub17. Foi um jogo duro, contra um time que joga junto há algum tempo e tem boa experiência. O resultado foi bom, mas nosso time ainda está em fase de construção, por ser um time novo em termos de idade e por estar apenas em seu segundo jogo no campeonato”, destacou o jovem treinador.

Já o técnico da ACORP/João Monlevade, Douglas de Oliveira, destacou a boa atuação do grupo, apesar da juventude das atletas. “Foi um jogo muito disputado, como sempre acontece quando enfrentamos o Puella. Estamos no Metropolitano Sub20 deste ano com a base da equipe Sub17, o que casa com o planejamento que temos de disputar o Estadual Sub17 no segundo semestre. É lógico que ficamos chateados com o resultado do jogo, mas satisfeitos com o bom desempenho das meninas. Apesar de a conquista do 1º turno ficar mais difícil com o resultado, o saldo da partida foi positivo”, destacou o também jovem comandante após o duelo.

Próximos jogos das equipes na competiçã
20 de junho | Puella/AECS/Magnum x Prefeitura de Congonhas
04 de julho | ACORP/João Monlevade x Prefeitura de Nova Lima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *